13/11/2008

Influências (ou: quem culpar?)

Outro dia eu falei da Mad, mas não comentei que não leio a revista há séculos. Só sei que, quando lia, achava o Ota um merda. Aliás, a MAD era uma merda. Com a exceção de algumas sessões, como Aragonés e as respostas idiotas para perguntas imbecis.

Essa última, aliás, teve tanta influência na minha vida que até hoje costumo responder a tudo que acho óbvio dessa maneira (sim, eu acho quase tudo óbvio). Se você me conhece e algum dia se pegar pensando: "PQP, por que esse babaca dá essas respostinhas ridículas", a culpa é dessa revista. Sou muito influenciável.

Para quem não conhece a Mad e/ou nunca ouviu falar dessa sessão, alguns exemplos:

*Em uma loja de roupas femininas, homem pagando a compra*
Vendedora: "É pra presente?"
- Não, sou transformista.
- É pra inimigo secreto. Quem daria um vestido tão feio??
- Não, é uma experiência sociológica para saber quantos imbecis perguntariam isso para um homem.

*No trânsito*
Motorista: “Oi, policial. Você não vai me multar, né?”
- Não, te parei porque estou carente. E aí, como vai sua mãe?
- Claro que não, vou te dar meu telefone. Me liga. *pisca*
- Uma MULTA? Imagina, vou te dar um prêmio! Não é todo mundo que dirige assim na contra-mão!

*Dia dos namorados, casal chegando a um restaurante*
Garçom: Mesa para quantos?
- 17. Gostamos de mudar de lugar várias vezes durante o jantar.

- Um só. Minha namorada vai sentar no meu colo.
- 3. Minha amante tá chegando.

É mais rápido do que eu consigo pensar, aliás. Mesmo quando quero segurar, não consigo. Outro dia dei uma respostinha dessas para o PRESIDENTE da empresa que trabalho. Ainda bem que ele riu.

Não é que eu seja grosso, é simplesmente que sou assim.

Tá, sou meio grosso sim. Mas me fala se você não tem vontade de responder assim para algumas criaturas imbecis??? >.<
.

7 comentários:

disse...

Ah sim... tem horas que dá vontade de dar uma resposta dessas...

Júlio disse...

Eu acho isso uma falta de educação porque eu sou o rei das perguntas idiotas.

Sempre me fodo na clássica:

- Vou na padaria!
- Comprar pão? - eu pergunto
- Nãããão, comprar plutônio.

B. disse...

hahahahahahahaha.
Adorei a do jantar.

kami disse...

Sabe que nunca li essa revista, mais sempre dei esse tipo de resposta... mais as pessoas acham que eu sou grossa mesmo!kkkkk

Bjussssssssss

leão disse...

Nego no chão, com a moto em cima dele:
- Caiu? Se machucou?
- Não, isso é arte moderna. Tipo...hm... sai da frente que tá atrapalhando o fotógrafo.
- Não, gosto de ficar deitado no asfalto com a moto em cima de mim. É tão relaxante, você devia expermentar.
- Tô tranquilo. Esse é um novo modelo de moto. Ao invés de ficar em cima, tu fica embaixo. Legal, né?

Poutz, tenho mais idéias, mas deixa pra próxima. =P

Hahahhaha!

Dany Darko disse...

Dá Flanax pra ele!

Raphael disse...

Eu sou o novo editor da MAD e digo:

VAI COMPRAR A REVISTA ANTES DE RECLAMAR!!

Pronto...

Passou!