10/02/2009

Os 7 Diamantes Negros - parte IV e final

Havia algo naquele brilho no olhar de Yvyvy, algo estranho. Até mais sombrio que o normal.

E ainda mais tétrico.

Mas a fama de tornar-se a pessoa que encontrou os Sete Diamantes Negros, a glória! Finalmente tomando uma decisão, Gargoth olhou novamente para Yvyvy e disse:

“Vai se fuder, velho decrépito. Não vou roubar pôrra nenhuma para você dominar o mundo. Já tenho mais ouro do que posso gastar na vida mesmo! F-O-D-A-SE!!!”

Yvyvy não acreditava no que ouvia! Aquela pequenina e insignificante criatura, motivada por ouro e álcool mais do que qualquer outra em Ellemmon, ousava contrariá-lo?! Porém, ante sua perplexidade – e aproveitando esse curtíssimo momento de distração para pegá-lo de surpresa – Gargoth saltou, faca em mãos, e cortou seu pescoço. Ficou parado, observando enquanto Yvyvy caía de joelhos à sua frente em vão tentando desesperadamente estancar o sangramento, que esguichava por toda a sua sala de estar. Lentamente, a vida esvaía de sua casca seca e bizarra demais para ser descrita. Gargoth deu a volta e sentou-se em sua cadeira favorita. Retirou o Bracelete de Raunos do punho inerte de Yvyvy e o jogou sobre uma pilha de adornos de ouro, platina e prata, alguns lisos e outros incrustados de pedras preciosas, que jazia empoeirada em um canto da sala. Seu tesouro, que ocupava praticamente todos os cômodos da imensa toca em que morava, era separado por classificações peculiares: adornos, armas, escudos, armaduras, anéis, moedas, pedras. Olhou novamente para o chão ensangüentado, encharcado com o sangue negro-esverdeado do cadáver. Puxou forte o catarro e cuspiu no corpo.

“Feladapooowta, ainda sujou o carpete Okiluiano que roubei quando fui contratado para assassinar o Rei de Akalione!”

E foi assim que a busca aos Sete Diamantes Negros nunca aconteceu. Ninguém ficou sabendo do ocorrido, ninguém sentiu falta do necromante (muito pelo contrário) e por todas as eras ninguém conseguiu mapear a localização do Bracelete de Raunos, e muito menos dos Sete Diamantes Negros, o épico mais sem graça da história.

The Fim (ou "O End"?)

E há rumores de que o Peter Jackson dirigirá o curta-metragem dessa história, que terá apenas 2 horas e 17 minutos. ;P
.

Um comentário:

Bruno disse...

E eu crente que o cara ia pegar os diamantes e ele iria dominar o mundo...