02/04/2009

Ossos (duros de roer) do ofício

*Atenção: texto-desabafo cheio de piadinhas infames. Você foi avisado: se prosseguir, não reclama depois...

Acho que já contei que trabalho com RH, né? Mais especificamente, recrutamento. Se não contei, taí. E existem muitas maneiras de encontrar candidatos, mas tem uma que realmente odeio: anúncios. De toda e qualquer forma que existam e venham, inclusive. Revistas, jornais, site da empresa, sites de empregos e homens sanduíche na Paulista.


Vem trabaiá com nóis!

E isso tem uma razão simples: pessoas são idiotas pessoas, e se comportam como animais pessoas. O que significa que na ânsia de conseguir um emprego, QUALQUER emprego, vão ignorar tudo que você descreveu com o maior cuidado para a vaga e lotar sua caixa de e-mail com currículos que não têm porra nenhuma a ver com o que você está buscando.

Já recebi currículo de manobrista para vaga de Diretor Comercial. Sério. E uma colega já recebeu até currículo de coveiro. Pô, nada contra manobristas - exceto quando arranham meu carro - mas amigo, noção de ridículo faz bem. Fora que CARA, não tenho nem NOÇÃO do que um coveiro põe no currículo. "Cavo rápido"? "Tenho facilidade para me relacionar com pessoas"?

No caso mais recente, tive a manha de incluir no anúncio um aviso de que a fluência em inglês (o chefe da pessoa fica na Inglaterra) e a experiência X eram imprescindíveis E criar um questionário (obrigatório para poder se cadastrar na vaga) que verificava esses pontos. Tudo para a criatura se tocar, mas o que o feladapowta indivíduo faz? Mente, é claro. 80% dos candidatos que se cadastraram mentiram nas perguntas. 80%!!!

Descartei todos, óbvio. O que um retardado cara desses acha? Que a empresa vai ver o CV dele e pensar "Puuutz! Esse maravilhoso executivo não serve para a vaga X, mas é perfeito para ser considerado para a vaga Y!"? Você MENTIU, seu energúmeno. Não vou considerar você para NADA, NUNCA! Não quero trazer para empresa nenhuma alguém desonesto. Se mentiu em um questionário bobo, pode estar mentindo sobre a formação, experiência, conquistas, nome, idade, gênero sexual. Ou seja, além de não concorrer à vaga, perdeu oportunidades futuras.
Pô, se o objetivo é divulgar o CV e torcer para surgir uma posição, existem os canais adequados para fazer isso, como se cadastrar no site da empresa ou mandar o CV para o e-mail do RH (como fez o coveiro, à propósito).

Aliás, o coveiro pelo menos pode colocar no CV, sem mentir, que "Nunca um cliente voltou para reclamar"
.

Ok, essa foi péssima. Eu avisei!
.

6 comentários:

Eric Franco disse...

Tenho facilidade para me relacionar com pessoas.... mortas.

disse...

A frase final foi ótima!

Não lembrava que vc trabalhava com RH. :)

Carla Meneghini disse...

Seus posts são ótimos, muito espirituosos!! Preciso registrar que eu nunca me diverti tanto quanto quando eu estava selecionando estagiários (sou jornalista e Gerente de Contas em uma Agência de Relações Públicas). Recebi cada currículo absurdo, com erros de português - que é o básico para qualquer ser humano, imagine um RP, e histórias incríveis de viagens, como se contassem como experiência profissional.

ॐ ღ𺰘¨Nina¨˜°ºð ™ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ॐ ღ𺰘¨Nina¨˜°ºð ™ disse...

xD Também me divirto muito.
Havia me esquecido que não tem nada melhor do que fazer uma visita aqui e dar boas gargalhadas...estava mesmo precisando...o meu dia foi chato hoje.
^^
=*

ॐ ღ𺰘¨Nina¨˜°ºð ™ disse...

Posso te enviar meu CV?
hihi