01/07/2009

Gente sem noção

Pois é, quem costuma acessar isso aqui (e reza a lenda que tem gente que o faz) deve ter notado um certo sumiço. Mas existe um motivo: estou viajando, o que dificulta muito acessar internet e perder tempo.


Enfim, vim no sábado e desde o começo tive diversas provas da estupidez humana: já na fila da polícia federal, apesar das MIL advertências (que começam antes do check in, aliás), o povo com água, desodorantes LITRO e outros itens proibidos. Mas quer saber, dependendo do que é até dá pra relevar, porque a gente sempre esquece alguma coisinha, e eu mesmo já quase embarquei com um canivete uma vez. Tá no bolso faz tempo, você esquece, o raio X apita e você passa aquela vergonhinha básica enquanto todo mundo te olha com cara de: "olha ali o mané que tá empacando a fila". Faz parte.


Mas porra, TODO MUNDO sabe que não pode levar alimentos de um pais para outro, nénão? Até quem nunca viajou pra fora sabe, "nada de frutas, verduras, blábláblá" - portanto todo mundo sabe que ESSAS COISAS SE LEVA NA MALA, NÃO NA MÃO! Óbvio. ^_^


Mas enfim, sempre tem gente sem noção (e nesse caso, BOTA sem noção nisso!). E o que a criatura tentava contrabandear?


- 2 latas de goiabada CICA;
- 2 latas de marmelada CICA;
- 3 latas de feijoada pronta;
- 1 saco de arroz;
- 1 saco de farofa pronta.


A mulher, obviamente acostumada a ir para a PRAIA GRANDE ou Santos (sem ofensas, ), tentava exportar o conceito de fazer farofa. Tinha até sobremesa, só faltou a galinha - ou talvez fosse a própria. Realmente não sei.
.

5 comentários:

lioness disse...

Inacreditável!
Bota sem noção nisso!

disse...

huahuahau...
Terrível!

bjomeliga disse...

Não fala assim da minha terra, lá nem tem farofeiro, tá? ¬¬

Anne Araújo disse...

eheheheheheheheheh
Estava mesmo sentindo falta dos seus posts.
Mas tipo, Oo eu não sabia que não pode levar alimentos. xD

Gui Scheinpflug disse...

Alimentos pode... contanto que sejam industrializados. Agora, se voce está achando estranho, venha morar em Moçambique! A nossa mala é mais ou menos o que você descreveu, quando voltamos do Brasil par cá rsrsr